Setembro Amarelo: como a campanha ajuda no cuidado com a saúde mental?

Setembro chegou e este mês ficou conhecido pela campanha Setembro Amarelo, que visa conscientizar sobre a prevenção do suicídio, e está chamando a atenção das empresas para o cuidado com a saúde mental dos colaboradores.

Já falamos no #BlogHBit sobre a importância de investir no Setembro Amarelo da sua organização e, inclusive, demos dicas de ações para serem feitas durante o mês, e algumas que podem ser incorporadas na cultura da empresa.

Isso porque o Setembro Amarelo pode ser mais do que ações focadas na prevenção do suicídio durante um mês: pode ser uma ótima oportunidade de se começar ou incentivar a cultura de cuidado com a saúde mental da empresa.

Por isso, no #BlogHBit desta semana vamos falar sobre como as ações de Setembro Amarelo podem ajudar neste cuidado contínuo com a saúde mental dos seus colaboradores.

Importância do Setembro Amarelo

Nunca é demais relembrar a importância do Setembro Amarelo, uma campanha que visa levar conscientizar as pessoas sobre o problema de saúde pública que é o suicídio e informar que ele pode ser evitado em tempo oportuno, com base em evidências e com intervenções de baixo custo.

Apresentar dados e os pontos de atenção em relação ao suicídio, além de ressaltar a importância de se falar sobre a saúde mental são algumas das formas de conscientizar as pessoas sobre a prevenção do suicídio, já que, de acordo com a OMS, 90% dos suicídios que acontecem no mundo podem ser prevenidos com uma rede de apoio em torno da vítima.

Alguns outros dados do suicídio que mostram a importância da conscientização de prevenção ao suicídio:

Importância de cuidar da saúde mental

Uma pessoa com problemas na saúde mental passa a desenvolver diversas outras complicações de saúde que vão impactando aos poucos a sua vida pessoal, profissional, das pessoas à sua volta e, inclusive, de toda a sociedade.

Um relatório da OMS aponta que a ansiedade é a segunda condição mental, depois da depressão, com maior incidência de incapacidade na maioria dos países analisados para o estudo.

Por isso é muito importante cuidar da saúde mental e, principalmente, da saúde mental dos colaboradores.

img

Como o Setembro Amarelo ajuda na cultura de cuidado com a saúde mental

Chama a atenção e incentiva o cuidado com a saúde mental

Quando se fala em suicídio, é muito importante chamar a atenção para que sempre se tenha um cuidado com a saúde mental já que cerca de 96,8% dos casos de suicídio estavam relacionados a transtornos mentais.

Esses transtornos que estão relacionados ao suicídio são, em primeiro lugar, a depressão, em segundo, o transtorno bipolar e, depois, o abuso de substâncias.

Assim, a campanha do Setembro Amarelo pode frisar a importância de sempre cuidar da saúde mental e se atentar aos sinais de depressão e outros transtornos mentais, como:

  • Tristeza profunda;
  • Distúrbios do sono;
  • Pensamentos negativos;
  • Desinteresse e apatia;
  • Baixa autoestima;
  • Desleixo com a aparência;
  • Dores físicas;
  • Rejeição;
  • Irritabilidade;
  • Choro frequente;
  • Falta de vontade de fazer atividades simples;
  • Mudanças comportamentais bruscas;
  • Rejeição a determinados assuntos.

A detecção precoce dos sinais desses transtornos e pontos de atenção do suicídio podem ajudar a melhorar a saúde mental da pessoa e prevenir o suicídio.

Quebra estigmas e tabus ao falar de saúde mental

De acordo com o Ministério da Saúde, diversos fatores podem impedir a detecção precoce e, consequentemente, a prevenção do suicídio. Principalmente, os estigmas e tabus relacionados ao assunto.

Isso porque, por muito tempo, o suicídio foi considerado um grande “pecado” e algo muito errado. Por esta razão, muitas pessoas ainda têm medo e vergonha de falar abertamente sobre o tema.

Ainda segundo o Ministério da Saúde, um tabu, arraigado em nossa cultura, por séculos, não desaparece sem o esforço de todos e, assim como a dificuldade em buscar ajuda, a falta de conhecimento e de atenção sobre o assunto por parte dos profissionais de saúde e a ideia errônea de que o comportamento suicida não é um evento frequente, cria barreiras para a prevenção do suicídio.

Promove o cuidado e atenção consigo mesmo e ao próximo
img

Quando falamos sobre os pontos de atenção do suicídio e de transtornos mentais, a pessoa passa a notar esses pontos nela mesma e naqueles ao seu redor. Isso pode ajudar muito para que ela busque ajuda e/ou que incentive outras pessoas a fazerem o mesmo.

Por meio de ações de conscientização feitas durante o Setembro Amarelo, os colaboradores podem, inclusive, ter dicas práticas de como melhorar sua saúde mental e quais formas podem buscar ajuda.

Principalmente, através do canal para ajuda que funciona 24 horas de forma gratuita e com pessoas treinadas para o atendimento: o serviço do Centro de Valorização da Vida (CVV) no número 188.

Incentiva a melhora do bem-estar dos colaboradores e a criação de ações de cuidado com a saúde mental

O Setembro Amarelo é realmente uma ótima oportunidade de criar ações frequentes de cuidado com a saúde mental. Algumas podem ser feitas durante o mês de setembro e, aquelas que mais trouxeram resultados, podem se tornar fixas entre as ações anuais da empresa.

Além disso, os dados mostram que uma cultura de cuidado com a saúde mental dos colaboradores influencia no bem-estar da empresa, além de evitar o absenteísmo e outros problemas de saúde e produtividade.

Para ajudar as empresas em quais ações podem ser feitas, tanto no Setembro Amarelo quanto em todos os outros meses do ano, para o cuidado com a saúde mental, a HealthBit se uniu à Azul Linhas Aéreas e à Vigilantes do Sono, para realizar o evento “O papel do RH na campanha Setembro Amarelo: como ajudar os colaboradores a cuidarem da saúde mental?”.

img

O evento contará com:

  • Benchmark;
  • Cases;
  • Sugestões de ações internas;
  • Dados.

O webinar gratuito acontecerá dia 9 de setembro, às 16h30, e terá a participação da Larissa Alquati, analista de saúde da HealthBit, Verônica Evangelista, psicóloga na Azul Linhas Aéreas, e Laura Castro, psicóloga e CPO na Vigilantes do Sono. Para participar, cadastre-se no site http://healthbit.paginas.digital/o-papel-do-rh-na-campanha-setembro-amarelo